7 maneiras de como Chris Hemsworth pode retornar como George Kirk em Star Trek 4

Chris Hemsworth

7 maneiras de como Chris Hemsworth pode retornar como George Kirk em Star Trek 4

Quando assistimos ao primeiro Star Trek de JJ Abrams, Chris Hemsworth não era tão famoso. Mas após Thor e vários filmes Marvel, ele se tornou uma das maiores estrelas do planeta, que pode voltar como George Kirk no próximo Jornada nas Estrelas 4.

No anúncio oficial sobre o novo filme, o pai de James Kirk cruzará caminho com seu filho, mas há o fato dele ter morrido no filme de 2009, se sacrificando pela USS Kelvin. Então o novo filme tem que encontrar uma forma deles se encontrarem e, felizmente isto é Star Trek, a morte raramente impediu que personagens voltassem à franchise. Abaixo algumas maneiras de como George poderia fazer seu retorno:

1. James T. Kirk volta no tempo
Viagem no tempo é a solução mais óbvia e bem comum em Star Trek, possibilitando que várias tripulações encontrassem seus antecessores, interagissem com eventos históricos e salvassem baleias da extinção. Também comum nos filmes recentes, com a linha do tempo criada por Nero quando ele voltou do futuro e destruiu a USS Kelvin. Se o Capitão Kirk voltar no tempo, teremos um dilema no estilo do episódio “The City on the Edge of Forever”, com seu conhecimento do futuro, Kirk salvará a vida de seu pai, sendo que o futuro que ele conhece depende de sua morte?

2. George Kirk viaja pro futuro
Poderíamos ver George viajando de um ponto antes de sua morte até o “presente”, com seu filho e a USS Enterprise A. Como vimos em Generations, quando Kirk foi pro futuro, esta opção é possível, mas já que a morte de George permite a fuga da tripulação, ele teria que voltar para seu próprio tempo. Se ele continuar no presente, todos estarão condenados à morte e Nero pode destruir a Federação.

3. George nunca morreu
Sabemos, por cenas deletadas, que após a batalha entre Kelvin e Narada, a tripulação de Nero foi capturada por Klingons. Quem sabe se George Kirk não estaria entre os prisioneiros.. já vimos personagens que foram considerados como mortos aparecerem depois, incluindo alguns na prisão Dominion em Deep Space Nine.

4. George é uma cópia
Há vários exemplos de personagens sendo clonados, copiados ou replicados por várias maneiras. Kirk já foi duplicado como um androide, dividido em dois por um acidente do transporter. Outros exemplos são Riker, Picard e Trip Tucker.

5. George é do Universo Prime
Não podemos esquecer que há uma versão viva de George Kirk, conforme o Embaixador Spock disse ao jovem Kirk “ele orgulhosamente viveu para vê-lo capitão da Enterprise”. É possível que a versão Prime de George tenha cruzado para a linha do tempo da Kelvin.

 

6. George é do Universo Espelho
A realidade alternativa mais famosa é a do Universo Espelho, apresentada no episódio Mirror Mirror, e mais recentemente em Star Trek: Discovery. Também é utilizado para trazer de volta versões Espelho de personagens mortos.

7. Ressurreição
Há certamente alguns aliens com o poder de trazer personagens de volta à vida. O mais óbvio destes é o onipotente Q, que ressuscitou Worf, Wesley e possivelmente Picard. Também encontramos tecnologia que tem este poder, tais como Nomad (The Changeling) or aquela possuída pelo Kobali (Voyager: Ashes to Ashes).

 

Enfim, há precedentes em Star Trek, talvez nenhum destes métodos seja usado, mas podemos pensar que são possíveis. O George ressuscitado seria o verdadeiro pai de Jim Kirk. Isto poderia explicar o porquê George parece ter envelhecido (já que o ator está 10 anos mais velho): ou pelo processo de ressurreição ou porque passou uma década com quem o ressuscitou. Isto cobriria qualquer discrepância de idade, visto que Chris Hemsworth é na verdade 3 anos mais jovem que Chris Pine.

Mas pode ser algo que nunca tenhamos visto que o traga de volta. Os escritores Patrick McKay, John D. Payne e o diretor S.J. Clarkson podem ter uma nova forma de reunir as duas gerações dos Kirks.. Só o tempo dirá.

 

Fonte: Trekmovie.com

Conheça nossas redes sociais:


« (Notícia Anterior)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.