After Trek fala de “Context is for Kings”

After Trek S0102 Aaron Harberts e Mary Wiseman

After Trek fala de “Context is for Kings”

Com a presença do produtor executivo Aaron Harberts e a atriz Mary Wiseman (Cadete Sylvia Tilly), After Trek falou sobre o episódio “Context is for Kings“. Para quem não sabe, o After Trek é um programa ao vivo que passa após a exibição do episódio de Star Trek Discovery. Ele está disponível na Netflix as terças, com legendas em português (sem legendas em klingon).

Claro, só deve ser visto após ver o episódio da semana!

Spoiler Alert

Spoiler Alert

Entre os assuntos falados, temos algumas revelações interessantes do episódio.

A criatura que foi trazida da USS Glenn, antes de sua destruição, para a USS Discovery e fez um klingon ficar com medo, é uma peça importante da série e para Michael Burnham, talvez já no próximo episódio “The Butcher’s Knife Cares Not for the Lamb’s Cry“. Segundo Harberts :

We don’t introduce anything to just not pay it off. This creature is vital to our show. This creature is vital to Burnham’s journey. And the audience should look at this “monster” as sort of a metaphor for [Michael] Burnham. And in the next episode Burnham is going to be confronting what that means. Is she a monster or is she not?

 

Não apresentamos nada para simplesmente não usar. Esta criatura é vital para o nosso show. Essa criatura é vital para a jornada de Burnham. E o público deveria olhar para este “monstro” como uma espécie de metáfora para [Michael] Burnham. E no próximo episódio Burnham vai enfrentar o que isso significa. Ela é um monstro ou ela não é?

Por ter uma criatura tão mortal dentro de uma nave tripulada, percebemos que o Capitão Grabiel Lorca é uma pessoa sui generis.  Tanto que possui um esqueleto de um gorn em sua sala. Novamente, Harberts  explica que o fato de um gorn não ter sido visto antes do episódio da Série Clássica “Arena” coloca Lorca em uma posição de ser alguém que não joga pelas regras. Afinal o cara tem um pingo de estimação castrado!

Deixando Lorca de lado

Wiseman disse que a cadete Tilly não é a menina alegre e simples que aparenta. Ela tem um objetivo: ser uma capitã da Frota. Sabe que é a melhor engenheira teórica da Frota e foi a pessoa que conseguiu ver o klingon no escuro dentro da Glenn. Também descobrimos que Sylvia é o nome da sobrinha de 2 anos de Gretchen J. Berg, a outra produtora da série.

Entre os vídeos de bastidores no After Trek, temos Doug Jones falando da composição e caracterização de Saru que, com seus cascos, deixa Jones com 2,13m! Também é falado como foram feitas as criaturas na sala de Lorca e as cenas dentro da Glenn com todos aqueles corpos. Blagh!

Ao final do Aftet Trek, tivemos uma surpresa: o cientista Paul Stamets, sim, na vida real, falou sobre seu trabalho como micologista e as ideias que passou para a equipe de roteiristas, ainda sob a supervisão de Bryan Fuller. Fuller gostou do Ted Talks de Stamets e batizou um dos principais personagens da série com o nome do cientista. Pode ser que o tenente seja descendente de Stamets, como temos a família Soong.

Star Trek Discovery está disponível na Netflix desde o dia 25 de setembro às 4h, começando com os trê primeiros episódios “The Vulcam Hello”, “Battle at Binary Star” e “Context is for Kings” e o quarto “The Butcher’s Knife Cares Not for the Lamb’s Cry virá na próxima segunda e assim até encerrar os 15 episódios da temporada. Episódios disponíveis legendados ou dublados em português, ou legendados em klingon!

Conheça nossas redes sociais:


« (Notícia Anterior)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *