Coletiva de imprensa com Doug Jones

A coletiva de imprensa com o convidado Doug Jones em 31 de janeiro foi bem concorrida. Muitas foram as perguntas dos jornalistas sobre sua carreira, sobre o seriado Star Trek: Discovery e sobre o universo Star Trek.

Muito simpático, Doug iniciou pedindo desculpas por não falar português e dizendo que estar no Brasil é um sonho pra ele, pois além dos fãs que fazem valer a pena, o povo brasileiro dá abraços e beijos, assim como ele!

Jornalistas-fãs perguntaram sobre seu personagem favorito, o que ele faria novamente, qual a caracterização/maquiagem que demorava mais, qual seu capitão favorito de Star Trek, etc.. o que foi sempre respondido com bom humor. O Surfista Prateado, O Labirinto do Fauno e Hocus Pocus foram citados em primeiro lugar, contando um pouco de como Stan Lee gostava do Surfista. Não faltaram também o monstro de A Forma da Água, Hellboy.

Interessante a comparação entre os personagens da Forma da Água e Saru, o Kelpiano de Discovery. Para Saru, a maquiagem leva apenas 1h30, o que complica são as luvas e as botas “de salto alto sem salto”, que exigem um esforço maior para o equilíbrio, conseguido com o “andar de modelo”. Para o homem anfíbio de A Forma da Água, o visual foi um dos que mais tempo levou para ser elaborado e o desafio era torná-lo uma criatura atraente para uma mulher.

 

Mesmo com 33 anos atuando em filmes e seriados de TV, Doug se considera um estudante, referindo-se aos termos que são científicos e outros inventados pela franquia de Jornada nas Estrelas; ele ressaltou que entre os roteiristas de Discovery, há tanto fãs como cientistas. Franquia esta que ele admira muito pois assistiu a série clássica quando criança (ele nasceu em 1960), portanto Kirk é seu primeiro capitão, mas Patrick Stewart é um ator fantástico.

Ao ser perguntado sobre sua parceria com Guillermo del Toro, Doug contou de forma divertida como o diretor o convida para um novo papel – por telefone! Seus monstros são parecidos com os humanos, explicou, “que podemos nos relacionar de alguma forma”. Na infância, o ator se considerava um monstro por ser alto e magro, sentindo-se isolado. Quando interpreta um monstro, ele entende este sentimento e completa a atuação com sua experiência da infância, aceitando o monstro a ponto de achá-lo bonito.

Na coletiva, também participaram, Fabio Moura, o dublador de Saru, Diego Lima, diretor de dublagem e dublador do Tyler, falando curiosidades sobre a dublagem de Discovery; Luiz Navarro, Presidente da NovaFrota, comentando que são os fãs os responsáveis por trazermos os atores, e que esta é a primeira vez que temos um ator que está atualmente rabalhando numa série de Jornada que está no ar; e Marcos Kleine, guitarrista da banda PAD, que tocará temas clássicos de Jornada e outras surpresas na convenção, inclusive uma versão no rock do tema de Discovery.

A StarCon – Os Mundos de Doug Jones será neste sábado, dia 2 de fevereiro, no Teatro Eva Wilma, no Tatuapé em São Paulo.

 

Veja a programação completa em starcon.novafrotabr.com.

 

Conheça nossas redes sociais:


« (Notícia Anterior)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.