O final da temporada de Discovery – Review de “Will You Take My Hand?”

Will You Take My Hand S01E15 - A Discovery

O final da temporada de Discovery – Review de “Will You Take My Hand?”

E, depois de mais de 12 anos, teremos um tempo sem novos episódios de Star Trek. Novamente, com  “Will You Take My Hand?“, não sabemos quando virá o próximo episódio. Mas sabemos que teremos mais dessa série que está mexendo com os corações e mentes dos Trekkers do mundo.

Will You Take My Hand?” fecha o arco iniciado em “The Vulcan Hello” da guerra entre a Federação e o Império Klingon. E principalmente de Burnham e sua tentativa de reencontrar o seu caminho, depois de se tornar a primeira amotinada da Frota.

No fim, “Will You Take My Hand?” respondeu a quase todas as perguntas feitas, algumas ficaram em aberto e a cena final e os créditos….

Spoiler Alert

Spoiler Alert

Eu falei que isso ia dar m…

Will You Take My Hand S01E15 - Georgiou e Burnham dicutem

Will You Take My Hand S01E15 – Georgiou e Burnham discutem

Após um “anteriormente em Los Discovery” com a voz de L’Rell e em klingon, vemos Burnham falar sobre o medo. O medo de uma jovem perante uma guerra. O medo fala rápido e alto. Claro que nossa Imperatriz Capitão Georgiou é o medo. Ela não é da Federação; como terrana, ela trata a tripulação da ponte como tal. O clima está pesado.

Chega ao ponto que Burnham e Georgiou  quase partem para as vias de fato, no momento que ambas vão “interrogar” L’Rell na detenção, com métodos imperiais. L’Rell não se dobra e Burnham diz que há outro meio e vão falar com Tyler. O desprezo de Georgiou com Tyler é assustador. Ela fala mal com ele!

Will You Take My Hand S01E15 - Tilly identidicando a Imperatriz

Will You Take My Hand S01E15 – Tilly identidicando a Imperatriz

Com Tyler usando as lembranças de Voq, Georgiou chama Tilly, que mostra a sua admiração pela capitã e logo percebe que ela é a outra Georgiou. Não duvido que o resto da tripulação deve ter percebido o mesmo com pouco contato com a nova capitão. Tilly quase volta ao personagem da “capitão fuzil” ao fazer a saudação imperial e ser repreendida por Burnham.

E tome fan service

Will You Take My Hand S01E15 - Mercadora de armas órion em Kronos

Will You Take My Hand S01E15 – Mercadora de armas órion em Kronos

O quarteto, com direito a take de filme de roubo, vai para a embaixada de Orion no Kronos (Qo’noS), que fica sobre antigo templo de Molor (alguém na produção manja da história klingon).  Junto a um monte de gente verde, temos klingons mijões e outras coisas:

  • pistola nausicana;
  • lesmas ceti;
  • carne de baleia espacial;
  • escravos sexuais verdes;
  • trill fazendo tatuagem;
  • comente o que mais achou.

Tyler, depois de um jogo de t’Sang, encontra Burnham na tattoshop, que conta a ele como seus pais foram mortos no ataque klingon na colônia , quando ela era criança e como ela esteve presente nessas mortes.

 

A imperatriz e Tilly vão a um show de strip, onde a terrana vai se divertir com dois escravos e a cadete prefere andar até encontrar um Clint Howard fazendo seu quarto personagem na franquia e o segundo que chama alguém a usar substâncias! Tilly vai na dele e descobre que os vulcões de Kronos ainda estão na ativa. Como a melhor engenheira teórica (existe isso!) da nave percebe que o que está na mala não é um drone mas uma bomba que pode fazer o sistema vulcânico de Kronos explodir e impossibilitar a vida no planeta.

Will You Take My Hand S01E15 - Clint Howard de volta com suas subistâncias

Will You Take My Hand S01E15 – Clint Howard de volta com suas substâncias

Motim? De novo?

Will You Take My Hand S01E15 - Tripulação da Discovery enfrenta a almirante Corwell

Will You Take My Hand S01E15 – Tripulação da Discovery enfrenta a almirante Corwell

Com a informação, depois de Georgiou  levar a bomba para o templo Molor, Burnham lidera o grupo da Discovey em um discurso pesado, beirando um novo motim, contra a Almirante Cornwell e recebe apoio de toda a ponte.

Ao achar a Imperatriz, que já plantou a bomba, Burnham diz que ela está livre desde que entregue o detonador. Após uma discussão dura, Georgiou  entrega o detonador, que é da L’Rell, para que a klingon use a informação para unir as casas e terminar com a guerra.

Tyler decide ir com a klingon e temos uma despedida do não-klingon-não-humano de Burnham e ele para com L’Rell, que logo depois discursa para as casas klingon, assumindo a liderança do império e terminando com a guerra.

Na cidade Luz

Will You Take My Hand S01E15 - Paris no século 23

Will You Take My Hand S01E15 – Paris no século 23

Em Paris, Burham recebe sua mãe adotiva, Amanda, e diz como ela entende em “continuar como humana”. Sarek chega e leva a filha adotiva para uma conversa quase emocional, quando praticamente se desculpa. Ao fim, o vulcano entrega a insígnia de comandante, diz que sua ficha está limpa e que vai voltar pra ponte da Discovery.

Agora a não mais amotinada faz um discurso (mais um) para um enorme grupo de oficiais da Frota, onde todos os membros da tripulação da Discovery, são condecorados, inclusive Culber. Tilly agora é alferes na escola de comando e Stamets, que não vai usar os esporos tão cedo, se torna tenente-comandante.

Will You Take My Hand S01E15 - Disvovery saindo da Terra

Will You Take My Hand S01E15 – Discovery saindo da Terra

A USS Discovery parte em dobra para Vulcano com o embaixador Sarek, em um clima agradável e familiar. A viagem é interrompida ao receber um pedido de ajuda do – segurar as lágrimas porque aqui é difícil – capitão Pike da USS Enterprise.

Eis que do espaço, a NCC-1701 aparece e se coloca em frente a Discovery e sobem os créditos com o tema final da Série Clássica de Alexander Courage.

O que nos espera:

Agora teremos uma segunda temporada de Star Trek Discovery entre o fim desse ano e o começo de 2019… é quase um ano. Os produtores, presentes no programa After Trek disseram que a Enterprise vai aparecer na segunda temporada. Então a questão dos motivos de Spock não falar de Burnham será levantada.

Phillipa Georgiou está livre. Ela tentou Burnham com a ideia de controlar os klingons e a Federação. Com certeza ela vai tentar ter o poder em algum lugar e pode voltar. Lorca pode aparecer em algum lugar, junto com o que sobrou do Universo do Espelho. Sarek disse que o novo capitão da Discovery está em Vulcano, sem citar nomes. Os insígnias pretos não foram mais falados! Temos muitas coisas por vir.

A primeira temporada da série Star Trek Discovery teve muitos altos, é bem acima da média das demais temporadas de outras séries da franquia. Ser uma série serializada é diferente do que tivemos antes, com episódios totalmente isolados ou com arcos.

A CBS tem um projeto de fortalecer o CBS All Access. Ao mesmo tempo, a Netflix, que tem um conjunto enorme de séries de ficção científica está prestes a perder o conteúdo da Disney e da Fox (como Star Wars) para um novo serviço de streaming para empresa do Mickey. Jornada nas Estrelas pode ser um dos carros chefes da Netflix nessa competição. Nada impede que novas séries ou mesmo animações sejam feitas. O streaming não funciona como TV. Ter mais conteúdo é mais interessante para esses serviços pois estão livres da grade de horários.

Vamos ter que esperar para saber o que vai acontecer!

Star Trek Discovery está disponível na Netflix desde o dia 25 de setembro às 4h, começando com todos os episódios da primeira temporada “The Vulcam Hello”, “Battle at Binary Star”, “Context is for Kings, “The Butcher’s Knife Cares Not for the Lamb’s Cry“,Choose Your Pain” e  “Lethe“, “Magic to Make the Sanest Man Go Mad”, “Si Vis Pacem, Para Bellum”, “Into the Forest I Go”, “Despite Yourself ”, “The Wolf Inside”, “Vaulting Ambition”, “What’s Past is Prologue”, “The War Without, The War Within” e “Will You Take My Hand?” disponíveis legendados ou dublados em português, ou legendados em klingon! Estamos aguardando a segunda temporada.

 

Conheça nossas redes sociais:


(Próxima Notícia) »



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *